Terça-feira, 3 de Junho de 2008

CHÍCHARO

 CHÍCHARO

 

 

Vulgarmente denominadas “xixaras” por quem os produz, esta leguminosa de implantação mundial, apresenta diferentes denominações nos países europeus, em Italia “cicerchia”, na França “gesse”, “platterbsen” na Alemanha e em Inglaterra “vetchlings”, Provavelmente proveniente do Médio Oriente, os gregos chamavam-lhe “lathyrus” e os romanos “circula”. Tem sido uma leguminosa rodeada de algum estigma, visto ter sido associada a tempos de crise.

Em Portugal o seu cultivo incide especialmente no Alentejo e nas Beiras, talvez os “ratinhos” a tenham transportado de norte para sul ou vice-versa. O termo chícharo é também associado em algumas zonas do país e no Brasil a feijão-frade.

Cultiva-se desde épocas remotas nas suas duas valências, como planta forrageira ou como legume comestível.

Dá-se essencialmente em solos argilo-calcáreos, e suporta bem os solos secos e calcáreos. A sua cultura é feita de forma intercalar, entre oliveiras, figueiras e outras árvores de produção. É semeado a lanço, em linha ou rêgo, depois da terra estar alqueivada ou gradada. 

Tem um sabor suave é um óptimo acompanhamento de refeições, nas Terras de Sicó em conjunção com o azeite desta região atinge o seu pleno.

 

publicado por festivaldochicharo às 14:04

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Festival Gastronómico do...

. VI Edição do Festival do ...

. Momentos

. CARTAZES DO FESTIVAL

. JÁ ESTIVERAM NO FESTIVAL ...

. Alvaiázere

. CHÍCHARO

.arquivos

. Junho 2012

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds